ESPECIALIZAÇÃO

APRESENTAÇÃO

A Especialização do HOSPITAL DE OLHOS DO PARANÁ representada atualmente pelo INSTITUTO PROFESSOR MOREIRA, teve início em 1993 e é reconhecida pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia - CBO. Vários médicos que fizeram a Especialização no HOSPITAL DE OLHOS DO PARANÁ também fizeram o Curso de FellowShip aqui no Hospital. Tivemos até o momento 21 turmas de formandos seguido, se o Especializando desejar, de Fellowship na sub-especialidade de córnea, faco/refrativa, glaucoma, oculoplástica, estrabismo/oftalmopediatria e retina & vítreo.

O HOSPITAL DE OLHOS DO PARANÁ é composto de profissionais altamente especializados com um número de especialistas, mestres e doutores. Suas instalações e serviços estão aptas a fornecer subsídios ao ensino: laboratórios, centro cirúrgico, biblioteca e salas de aula. Realizamos mais de 7000 atendimentos/mês nos 15 box, e 800 cirurgia/mês nas 4 salas do centro cirúrgico do Ambulatório do SUS. Além do Ambulatório, os Especializandos também acompanham o atendimento clínico nos consultórios de seus preceptores.

Sob a coordenação geral do Dr. Carlos Augusto Moreira Jr e Dr. Carlos Augusto Moreira Neto, o HOSPITAL DE OLHOS DO PARANÁ oferece anualmente 8 (oito) vagas para Especialização em Oftalmologia. O programa caracteriza-se pelo treinamento e o aperfeiçoamento progressivo do padrão profissional e científico do médico especialista.

Durante três anos, os Especializandos são orientados pelos médicos do corpo clínico do HOSPITAL DE OLHOS DO PARANÁ, que também tem como objetivo o caráter humanitário, pois nosso trabalho é realizado com pacientes do Sistema Único de Saúde - SUS.

ATIVIDADES DAS TURMAS DE ESPECIALIZANDOS

Curso básico
Com duração de 5 semanas com aula ministradas por mestres e doutores.

Aulas Semanais
Ministradas pelos Preceptores e Especializandos nas diversas especialidades, utilizando de metodologias ativas de ensino e aprendizagem.

Reuniões semanais
Discussões de casos clínicos em que são abordados e discutidos temas específicos de Oftalmologia.

Palestras mensais
Ministradas por profissionais convidados, oftalmologistas ou não, sobre assuntos que complementem a formação dos médicos. 

ATIVIDADES CIENTÍFICAS

Trabalhos científicos
Os Especializandos apresentam uma monografia durante o Curso e são supervisionados pelos médicos orientadores. 

Congressos, simpósios
Os especializandos desenvolvem trabalhos a serem apresentados em congressos e simpósios, sempre com a orientação e supervisão dos médicos assistentes

PROGRAMAÇÃO ANUAL

1º Ano

Os Especializandos do primeiro ano atendem casos de primeira consulta, realizam exames e participam da escala nos ambulatórios das especialidades de córnea, estrabismo/oftalmopediatria, glaucoma, retina e oculoplástica. A discussão da hipótese diagnóstica e da conduta faz parte do cotidiano desde o início do programa. 

Realizam exames oftalmológicos

  • Acuidade visual
  • Refração Biomicroscopia
  • Motilidade externa
  • Motilidade interna
  • Biomicroscopia de fundo de olho
  • Oftalmoscopia direta e indireta
  • Avaliação de estrabismo
  • Tonometria
  • Mapeamento de retina
  • SPH (Super Pin Holl)
  • Teste de Sobrecarga Hídrica

Realizam exames complementares

  • Biomicroscopia Ocular Digital

Acompanham atividades no Centro Cirúrgico

  • Cirurgia de catarata extracapsular
  • Implante de lente intraocular
  • Cirurgia de estrabismo
  • Pupiloplastia 

Centro Cirúrgico

  • Excérese de pterígio
  • Calázio
  • Pequenos tumores palpebrais
  • Epilação

2º Ano

Os Especializandos do segundo ano realizam atendimento em todas as especialidades (córnea, estrabismo, glaucoma, retina, oculoplástica e catarata) participando de todas as escalas e sendo supervisionados pelos preceptores. Fazem a supervisão dos Especializandos do primeiro ano nos casos de primeiro atendimento e também da conduta de casos especializados. 

Realizam exames oftalmológicos

  • Acuidade visual
  • Refração
  • Biomicroscopia
  • Motilidade externa
  • Motilidade interna
  • Ceratometria
  • Biomicroscopia de fundo de olho
  • Oftalmoscopia direta e indireta
  • Avaliação de estrabismo
  • Tonometria
  • Gonioscopia
  • Mapeamento de retina
  • Testes oculares

Realizam exames complementares

  • OCT
  • Angiografia
  • Topografia de córnea
  • Orbscan 
  • Microscopia especular
  • Paquimetria óptica
  • Biometria
  • Capsulotomia
  • Iridotomia
  • Biomicroscopia Ocular Digital

Centro Cirúrgico supervisionado

  • Cirurgia de catarata extracapsular
  • Implante de lente intraocular

Acompanham atividades no Centro Cirúrgico

  • Cirurgia de estrabismo supervisionada
  • Pupiloplastia
  • Cirurgia de Retina
  • Cirurgia de Oculoplástica
  • Cirurgia de Glaucoma

3º Ano

Os residentes do terceiro ano estão focados no estudo e aprimoramento das diversas subespecialidades da Oftalmologia. Realizam serviços de atendimento de emergência e pronto atendimento no do Hospital de Olhos do Paraná.

Realizam exames oftalmológicos

  • Acuidade visual
  • Refração
  • Biomicroscopia
  • Motilidade externa
  • Motilidade interna
  • Ceratometria
  • Biomicroscopia de fundo de olho
  • Oftalmoscopia direta e indireta
  • Avaliação de estrabismo
  • Tonometria
  • Gonioscopia
  • Mapeamento de retina
  • Testes oculares

Realizam exames complementares

  • Topografia de córnea
  • Microscopia especular
  • Paquimetria óptica
  • Ultrassonografia ocular
  • Biometria
  • Panfotocoagulação
  • Capsulotomia
  • Iridotomia
  • Biomicroscopia Ocular Digital

Centro Cirúrgico supervisionado

  • Cirurgia de Catarata Rotina e não Rotina
  • Trabeculectomia (TREC)
  • Injeção Intra-Ocular

Acompanham atividades no Centro Cirúrgico

  • Cirurgia Glaucoma
  • Cirurgia Retina
  • Cirurgia Oculoplástica
  • Cirurgia Tx Córnea

O programa é definido para cada área

Retina - Objetivos

Atendimento Ambulatorial

Com auxilio dos médicos assistentes são atendidos pacientes de primeira vez que foram encaminhados com problema de retina, os demais são pacientes em acompanhamento pós-operatório, atendimento rotina de retinopatia diabética, descolamento de retina, DMRI, oclusão vascular, diagnóstico das leucocorias e degeneração retiniana. 

Exames de Rotina

São realizados oftalmoscopia direta e indireta, tonometria, avaliação pela lâmpada de fenda, verificação da acuidade visual e biomicroscopia de fundo de olho com lentes de 78, 90 e 3 espelhos. 

Exames Complementares

Angiofluoresceínografia, ultrassonografia e tomografia de coerência óptica.

Atendimento Cirúrgico

Cirurgias com orientação dos médicos preceptores, realizando: vitrectomia, utilizando quando necessário endolaser, gás C3F8, óleo de silicone, perfluoro-octano e diatermia, retinopexia utilizando faixa, implante soluvel, retinopexia pneumática, lensectomia, cirurgia sub-retiniana, crioerapia e injeção intra-vítrea.

Principais Patologias Cirúrgicas

Descolamento de retina, Retinopatia diabética, Descolamento na infância, Buraco Macular, Membrana epimacular, Complicações da Facoemulsificação, DMRI. 

Catarata - Objetivos

Formar o R3 na arte da cirurgia do Segmento Anterior.
O R3 será instruído na cirurgia de catarata pelo método da facoemulsificação.  Ficará responsável pelas cataratas congênitas, traumáticas, secundárias e senis.
Orientará os R2 na realização das facectomias extracapsulares assim como nos exames complementares e nos primeiros passos da facoemulsificação.
Será habilitado a fazer implantes secundários de lente intra-ocular como: fixação escleral, fixação iriana e procedimentos combinados.

Ambulatório de Catarata:  avaliará todas as cataratas do IOTC assim como o planejamento cirúrgico das mesmas.

Exames Complementares:  são realizados biometria, microscopia especular, topografia da córnea, sensibilidade ao contraste e ultra-som.

Atendimento Ambulatorial:  são atendidos pacientes SUS, com supervisão dos médicos assistentes.

Córnea - Objetivos

Auxiliar a formação do médico oftalmologista do segmento anterior visando reconhecer, formular hipóteses diagnósticas e seus diferenciais assim como propor tratamento com realização de cirurgias quando for necessário

Atendimento Ambulatorial

Com auxílio dos médicos assistentes especializados na área, são atendidos pacientes de diferente complexidade e divididos entre os residentes do primeiro, segundo e terceiro ano da residência. Os pacientes com patologias complexas são discutidos em separado a respeito de tudo que cerca a patologia e seu tratamento. Os casos mais comuns atendidos no ambulatório de córnea e doenças externas são: ceratites infecciosas (bacterianas, fúngicas, herpéticas ), distrofias corneanas, degenerações e afinamentos periféricos, avaliações para ceratoplastias penetrantes e lamelares, pós operatórios de ceratoplastias, úlceras neurotróficas ( insuficiência limbar, diabéticos), doenças atópicas, patologias corneanas congênitas, doenças metabólicas entre outras. Atendimento de urgências oftalmológicas do segmento anterior como corpo estranho ocular, traumas perfurantes, traumas contusos, lacerações corneanas com discussão e proposta terapêutica

Exames de Rotina

São realizados biomicroscopia, ceratometria,  tonometria, avaliação pela lâmpada de fenda, verificação da acuidade visual e biomicroscopia de fundo de olho com lentes de 78, 90 e 3 espelhos. 

Exames Complementares

Topografia corneana, microscopia especular, paquimetria óptica, teste de sensibilidade de contraste, teste de acuidade visual com lentes de contato entre outros. 

Atendimento Cirúrgico

Horários cirúrgicos com orientação dos médicos preceptores, realizando: transplante penetrante de córnea, transplante lamelar, cirurgia tríplice, topoplastia, ressuturas de córnea, exérese de pterígio com mucosa bucal , transplantes tectônicos de córnea e recobrimento conjuntival para perfurações corneanas, entre outras. 

Atividade em banco de olhos

Aprendizado da rotina do banco de olhos com preservação do botão córneo escleral em fluxo laminar para utilização em ceratoplastias penetrantes, lamelares, transplantes de esclera, transplantes córneo esclerais, preparo de tecido amniótico. 

Glaucoma - Objetivos

Diagnóstico, acompanhamento e tratamento clínico e cirúrgico do glaucoma.

Atendimento Ambulatorial
Capacitação do residente - R3 -  em análise do nervo óptico, gonoscopia, acompanhamento dos pacientes cirúrgicos 
Avaliação do campo visual e tomografia de coerência óptica. 

Atendimento Cirúrgico
Orientação  de realização de cirurgias desde trabeculectomia simples, trabeculectomia com antimetabólicos, trabeculotomias, esclerectomias profundas, ciclodestruição,  trabeculoplastias, cirurgias combinadas e implantes de prótese antiglaucomatosas.

Estrabismo e Oftalmopediatria

Atividades ambulatoriais
Em todas as atividades, tanto  ambulatoriais como cirúrgicas, os residentes de primeiro e segundo ano  têm o acompanhamento e a supervisão dos preceptores do setor, além da assistência do Fellow. As atividades ambulatoriais compreendem o atendimento de pacientes encaminhados à especialidade: casos novos, Monitoramento da terapia da ambliopia, Mensuração da acuidade visual pelo teste de Teller, Discussões e indicações cirúrgicas e Acompanhamento pós-operatório. Nos ambulatórios são realizados exame oftalmológico completo com ênfase na motilidade ocular extrínseca.

Atividades cirúrgicas

As cirurgias de estrabismo são realizadas no centro cirúrgico sob anestesia geral. Excepcionalmente são realizadas sob anestesia tópica  ou bloqueio peribulbar.  O especializando do segundo ano acompanha e assiste ao médico preceptor, ao Fellow,  e ao Especializando do terceiro ano em cirurgias. O Especializando do terceiro ano, além de  acompanhar e assistir ao médico preceptor e ao Fellow, realiza procedimentos nos pacientes do setor, sempre sob supervisão. Nos primeiros seis meses de treinamento, a ênfase é dada  aos músculos retos horizontais, e nos seis meses subsequentes, aos retos verticais, oblíquos superior e inferior,  e aos casos de reoperações.

Oculoplástica
Em todas as atividades, tanto ambulatoriais como cirúrgicas, os Especializandos do 1º, 2º e 3º ano têm o acompanhamento e a supervisão dos preceptores do setor, além da assistência do Fellow, que compreende no atendimento de pacientes encaminhados pelas especialidades, casos novos, monitoramento da terapia, discussões e indicações cirúrgicas e acompanhamento pré e pós-operatório. As atividades cirúrgicas de oculoplástica são realizadas no centro cirúrgico pelo preceptor e assistidos pelos Especializandos.

Lente de Contato
Auxiliar a formação do médico na adaptação de lentes de contato rígidas e gelatinosas, sob supervisão do Fellow e do preceptor. Os Especializandos de 1º, 2º e 3º ano atendem no Ambulatório, tendo o Especializando do 3º ano maior autonomia. São discutidas técnicas de adaptação, indicações, topografias e cálculos teóricos.

Refrativa
Auxiliar a formação do médico no ambulatório sob supervisão do Fellow e do preceptor. Os Especializandos de 1º, 2º e 3º ano atendem no Ambulatório de Refrativa tendo o Especializando do 3º ano maior autonomia. São discutidas técnicas cirúrgicas, topografias e cálculos teóricos. Os especializando acompanham os preceptores nas cirurgias de PRK, Lasik com Femto Segundo, anel para ceratocone.